LUXEMBURGO

Luxemburgo City e não só...



Sendo o país Luxemburgo tão pequeno, optei por um guia de viagem que incluísse Luxemburgo City, assim como as redondezas que também são fantásticas e merecem a sua visita! :)
A capital tem o mesmo nome que o país, Luxemburgo, e o facto de ser pequenina não é sinónimo que não haja locais interessantes para se visitar! Já lá estive várias vezes e por incrível que pareça, descubro sempre algo novo, um sítio interessante ou um monumento escondido em alguma praça. O caminho da Cornisa vai seguindo o borde do escarpado, dominando o rio tortuoso, Alzette, que determina o traçado das ruas vizinhas. Entre pontes e viadutos, que cruzam o vale, enlaçam as diversas partes da cidade. Aqui a vida articula-se em torno da cidade alta e da cidade baixa. Há muito para descobrir! :)


Um pouco de Wikipedia…
Luxemburgo, oficialmente Grão-Ducado do Luxemburgo é um pequeno país situado na Europa Ocidental, limitado pela Bélgica, França e Alemanha.
Sendo uma democracia representativa parlamentar com um grão-duque como monarca constitucional, Luxemburgo é o único grão-ducado ainda existente. A sua importância histórica e estratégica remonta a sua fundação, como uma fortaleza romana no início da Idade Média. Foi um importante bastião espanhol ao longo da estrada quando a Espanha foi a principal potência europeia influenciando todo o hemisfério ocidental e para além dos séculos XVI e XVII.
Luxemburgo está no ponto de encontro entre a Europa Românica e Europa Germânica, empregando costumes de cada uma das diferentes tradições. Luxemburgo é um país trilingue, onde o alemão, o francês e o luxemburguês são línguas oficiais.
Info: Wikipedia



De volta à viagem de descoberta…
Apanhar um voo directo para o Luxemburgo fica muito caro. Por esta razão, muitas são as pessoas que optam por apanhar um voo para Frankfurt Hahn ou Bruxelas. O melhor é optar por Bruxelas uma vez que depois pode apanhar um comboio directo para a cidade de Luxemburgo e em pouco mais de duas horas e meia está lá. Pode não parecer, mas este ‘esquema’ fica mais barato (ou geralmente é) que o voo directo para lá.

Pesquise e reserve voos em:



Copenhagen Image Banner 468 x 60






Quando chegar à estação de comboio, dirija-se ao posto de turismo e peça um mapa da cidade. Depois, para se dirigirem ao centro da cidade, basta andarem cerca de 20min a pé ou apanhar um BUS na estação. Opte pela primeira alternativa e aproveite para apreciar o movimento que corre nas veias da cidade.

E como não pode ficar a dormir na rua, pesquise e reserve estadia em:







QUANDO IR
*********************************************************************************************
O clima de Luxemburgo é relativamente ameno, mas no inverno tende a nevar um pouco. Embora a chuva seja comum o ano todo, a floresta das Ardenas mantém os ventos na baía e as temperaturas amenas fazem com que as chuvas não sejam um problema. A melhor época para visitar é a primavera ou o verão, quando as flores e os festivais estão em plena florescência.



O QUE VISITAR
*********************************************************************************************
Independentemente do que pretende, mergulhar na história, beber até cair ou imaginar-se em outra época, a beleza e a energia de Luxemburgo serão o cenário perfeito para seus planos.

Bock, Cidade Velha
O Mercado-do-Peixe, o bairro mais antigo da capital, é o coração da cidade velha. Bistrôs atraentes, restaurantes de especialidades e locais de encontro de artistas realçam o charme das ruas angulosas desse bairro. Na cidade velha encontram o Museu Nacional de História e de Arte, o Museu de História da Cidade de Luxemburgo, a Igreja São Miguel, o rochedo do Bock com as casemates e o Palácio Grão-Ducal.

Junto às Casemates, tem uma espécie de miradouro sobre a parte baixa e histórica da cidade. É um óptimo local para tirar fotografias! Aqui encontra a placa da Unesco que classifica a cidade como Património Mundial da Humanidade, bem como o chamado "Monumento do Millenium" e a entrada para o "Casemates du Bock" como recordação dos tempos passados.
Estas galerias de defesa do Séc. XVII serviram como túneis subterrâneos para os moradores de Luxemburgo durante a Segunda Guerra Mundial. Hoje, é possível fazer uma visita guiada - mas esteja preparado para algumas superfícies escorregadias, degraus íngremes e escadarias extremamente estreitas nas passagens mais baixas. 
As primeiras casemates foram construídas em 1644 sob o domínio dos espanhóis. O aumento das galerias subterrâneas para 23km de extensão ocorreu 40 anos mais tarde sob a direcção do engenheiro militar e edificador de fortificações Vauban, e no século XVIII sob a ocupação austríaca. O sistema de defesa compreendia vários andares e comportava galerias escavadas a até 40m de profundidade. Em função desses bastiões impressionantes, a cidade de Luxemburgo foi chamada de “Gilbratar do Norte”.
Após o desmantelamento de 1867, as casemates foram reduzidas a 17km. Desde 1933, as casemates de Bock e de Pétrusse estão abertas ao público. Os bastiões, assim como a cidade velha, de importante interesse histórico, desfrutam de um renome mundial. Em 1994, a UNESCO as inscreveu na lista do Patrimônio Mundial.



Cripta Arqueológica
A cripta arqueológica abriga as origens da cidade de Luxemburgo. Graças a técnicas modernas, as construções do castelo forte dos primeiros condes do Luxemburgo assim como os vestígios da fortaleza puderam ser conservados, protegidos e valorizados.



Rochedo do Bock
Em 963, o conde ardenês Sigefroi adquiriu, por permuta com a abadia Santo Maximim de Trèves, o rochedo de Bock que se tornaria o berço da cidade de Luxemburgo. A vertente do rochedo, na qual Sigefroi construiu seu castelo forte, teve um papel importante em relação à estratégia militar. Circundado em três lados pelo vale do Alzette, o rochedo só era acessível pelo Oeste, portanto de fácil defesa. A cripta arqueológica, as casemates do Bock e as antigas fortificações subterrâneas, estão abrigadas no rochedo do Bock.  


Desça umas escadas que se encontram junto das Casemates para se acerder ao jardim que se encontra na parte baixa da cidade e explorar esta área. Lindissimo!




Cidade Baixa
Às margens do rio Alzette se estendem as cidades baixas Grund, Clausen e Pfaffenthal, povoadas há muito tempo por artesãos precisando de água para exercer seu ofício.
Em Grund se encontram a abadia de Neumünster e o Museu Nacional de História Natural. Em Pfaffenthal, notemos principalmente as duas torres de Vauban, e em Clausen, a casa onde nasceu Robert Schuman, o “pai da integração européia”. Hoje, Clausen e Grund são bairros noturnos populares.

Ponte Adolphe
Adolphe, a ponte em arco, construída no início dos anos 1900, tornou-se o símbolo da independência de Luxemburgo e é uma das atrações mais populares do país. Com mais de 100 anos, a ponte foi construída depois que os muros de fortificação da cidade foram destruídos e é a ligação principal entre as duas metades da cidade. 


Vale do Pétrusse
O vale do rio Pétrusse, situado sob as Pontes Adolphe e Viaduc, separa a cidade alta do Planalto Bourbon.
Até 1933 o Pétrusse, que nasce da confluência dos ribeirões Merl e Cessange, era um ribeirão selvagem. Ao lado do leito do rio, ainda há vestígios do muro da antiga eclusa Bourbon, construída em 1728, com o propósito de inundar o vale superior do Pétrusse caso houvesse um ataque de inimigos.


Palácio dos Grandes Duques
O Palais Grand Ducal ergue-se no coração da Cidade Velha. Originalmente, a prefeitura de Luxemburgo, essa estrutura do Séc. XVI serve agora como a residência oficial do Grande Duque. O Castelo Dent Creuse, cujo nome se traduz como "Dente Oco", foi originalmente construído no ano 965 d.C., mas a torre é a única parte do castelo que sobreviveu ao tempo. As vistas panorâmicas das cidades a baixo e os planaltos em volta são o destaque dessa atração.



Igreja de Saint Michael e a Catedral de Notre-Dame 
O local da  Église Saint-Michel remonta ao ano 987, mas a igreja que você vê foi construída no final do Séc. XVII e apresenta uma miríade de estilos arqueológicos, incluindo românico, gótico e barroco. A cidade também tem a Catedral de Notre-Dame, um lindo exemplo do Séc. XVII da arquitetura gótica e renascentista.



Praça d'Armes e a Praça Guillaume II
A Cidade Velha está concentrada em duas praças principais - a Praça d'Armes e a Praça Guillaume II. Em ambas, encontra lojas, restaurantes, cafés e locais para passear à tarde. Na Praça Guillaume II, para além de ter uns canteiros gigantes com árvores, é aqui que se situa o "Hôtel de Ville" da cidade e um monumento alusivo a Guillaume II. Tem, também, um posto de turismo.
É um pouco mais à frente da praça que se situa o Palácio "Grand Ducal" e a "Chambre des Députés".
Na minha opinião, a Praça d'Armes  é mais interessante. Tem mais animação e mais espaços de restauração com esplanadas, áreas de sombra e o bonito edifício "Cercle Municipal". Gosto imenso desta praça :)
Aqui realizam-se os mercadinhos de Natal e outros locais. Super acolhedora.
A zona pedestre da cidade alta se estende ao redor desta praça. Em numerosas ruelas, encontramos lojas e diversas galerias comerciais. A rua com o comércio mais importante é a Grande Rua “Groussgaass” em luxemburguês.

Não se esqueça de visitar o Museu Histórico da Cidade de Luxemburgo (Musée d'Histoire de la Ville de Luxembourg). Ele tem um elevador panorâmico que revela o passado "rochoso" da Cidade Velha, exibindo a geologia subjacente da área. O Museu da Cidade de Luxemburgo fica a aproximadamente 15min a pé da estação central de Luxemburgo. 


Jardins
Em Luxemburgo encontra alguns jardins onde pode aproveitar para descansar um pouco: o "Vallée de la Pétrusse" e o "Place de la Constitution" com a bandeira do país e da União Europeia e um monumento "Gelle Fra" alusivo aos combatentes.




Memorial e Cemitério Americano
Situado no coração da terra, um pouco mais de 50 hectares de terra, este é o local onde 5076 soldados e oficiais morreram nas batalhas da Segunda Guerra Mundial estão enterrados e o lugar de repouso para um dos mais famosos generais da América, o general George S. Patton, cujo poder de liderança foi reconhecida durante a Segunda Guerra Mundial.
Uma capela feita de pedra branca também faz parte deste edifício cemitério.
Pode ser uma opção mais ‘sombria’ mas merece ser visitado. Não tenha dúvida disso.



Morada:
Val du Scheid 
2517 , Luxembourg


Também ali perto é o Cemitério Militar Alemão.


Cemitério Militar Alemão
Menor e mais discreto do que o Cemitério Militar Americano, este parque bem conservado é o lugar ideal para encontrar alguma paz e estar em contato com a natureza. Relativamente escondido, vai encontra-lo à sua direita na estrada que vai encontrar com um portão de metal pequeno.



Morada:
Rue Jules Wilhelm, Pfaffenthal, 
2728, Luxembourg



Forte Thühgen 
O Forte Thüngen, que deve seu nome ao comandante da fortaleza e barão Von Thüngen, foi construído em 1732. Ele estendia-se em volta da defesa chamada Reduto du Parque, idealizado por Vauban 50 anos antes. O forte foi rodeado de um fosso profundo e interligado ao Forte Obergrünewald por uma galeria subterrânea escavada na rocha, com 169m de comprimento. Em 1836 o forte foi ampliado pelos Prussianos e depois reforçado em 1860.
Entre 1870 e 1874 o forte foi destruído. Somente as três torres redondas, chamadas “Trois Glands”, e as fundações do forte, recuperadas em 1991, ainda estão conservadas.
Aí foi instalado o “Museu de Arte Moderna Grão-Duque Jean” segundo os planos do arquiteto sino-americano Ieoh Ming Pei, e o “Museu da Fortaleza”.





MUSEUS
********************************************************************************************* 
MUDAM
O famoso arquiteto I.M. Pei escolheu o site histórico do Forte Thümgem para a construção do Museu de Arte Moderna Grão-Duque Jean (MUDAM). Situado no planalto de Kirchberg, entre a praça da Europa e a Cidade Velha de Luxemburgo, MUDAM convida-nos à exploração da arte contemporânea. MUDAM propõe também exposições temporárias, apresentação de obras da colecção, visitas guiadas, encontros, ateliês, etc...


Museu Nacional de História e da Arte
Este compreende um conjunto de três níveis subterrâneos de aproximadamente 700 m², contidos em uma concha de vidro coberta pelo átrio de acesso. As novas salas, cuja periferia de vidro deixa aparecer o recinto de pedra que as envolve, são consagradas às secções da préhistória, da protohistória e da época galo-romana.
A parte antiga e reestruturada do museu acolhe as seções da Idade Média, de numismástica, de armas e fortaleza e de belas artes. No novo prédio se encontram a recepção, uma cafetaria, um auditório, uma sala de projeção e uma sala para exposições temporárias. As colecções de artes decorativas/ artes e tradições populares continuam sendo expostas em belas casas patrícias dos séculos XVII e XVIII na rua Witheim.


Museu Nacional de História Natural
O Museu Nacional de História Natural é um verdadeiro centro de recepção para famílias no coração da cidade baixa Grund. Além das exposições temporárias originais, os diferentes departamentos estão focados nos temas da evolução, da ecologia e da geologia. Um sistema multimédia interativo, bem como um banco de dados ecológico conecta o visitante às ciências naturais, plantas e animais do Grão-Ducado.


Museu de História da Cidade de Luxemburgo
O museu, integrado num conjunto de prédios composto de quatro velhas casas restauradas, reflecte a evolução urbanística e arquitetural da cidade de Luxemburgo desde sua fundação no século X até nossos dias. Assim, o visitante conhece o quotidiano sempre mutante da população.
Um banco de dados ultramoderno permite visitar o museu “à la carte”.


Casino Luxemburgo - Fórum de Arte Contemporânea
O Casino burguês foi construído em 1882 e se tornou rapidamento o centro da vida mundana luxemburguesa. Em meados do Séc. XX, o Casino foi adquirido pelo Estado, e mais tarde alugado pelo Centro cultural da Comunidade Europeia em Luxemburgo. Desde então, o Casino foi transformado em Fórum de arte contemporânea e organiza exposições sobre os movimentos artísticos actuais, conferências dinâmicas e encontros com a música contemporânea.


Prédio Robert Krieps ”TUTESALL”
O prédio Robert Krieps em Grund faz parte da abadia de Neumünster, que serviu temporariamente como hospital militar e prisão ao longo dos séculos. O antigo nome “Tutesall” se deve ao fato dos prisioneiros ali colarem sacos de papel, os “Tuten” em luxemburguês. O prédio foi integrado ao novo “Centro Cultural de Encontro”, e serve como sala de concertos, de conferências e de teatro.




Para facilitar a escolha, ver horários e preços, consulte o d'stater muséeën



PROMENADES
********************************************************************************************* 
Passeio na Cidade (City Promenade)
Esse passeio a pé dura cerca de duas horas, será acompanhado por um guia que lhe mostrará algumas atracções da cidade, tais como: Praça de Armas, Praça da Constituição, Bairro Governamental, Planalto do Espírito Santo, Cornija, Monumento do Milênio, Cidade Velha, Palácio Grão-Ducal (exterior) e Praça Guilherme II.
Os bilhetes bem como um descritivo do circuito estão disponíveis no Escritório de Turismo da Cidade de Luxemburgo.

Disponibilidade:
De 1/Janeiro a 4/Abril e de 1/Novembro a 31/Dezembro: 2ªf, 4ªf, sábado e domingo às 14h00 (alemão, francês, inglês).
De 6/Abril a 31/Outubro: todos os dias às 13h00 (alemão,inglês) e às 14h00 (alemão,francês).
Bilhetes: 7€ - adulto; 3,50€ - criança (2 horas)


City Safari - Adventure Tour para Crianças e Famílias
Um passeio lúdico de 2 horas pela cidade para crianças e famílias no centro da cidade. Crianças não acompanhadas pelos pais serão devolvidas no ponto de partida!
Os bilhetes assim como um descritivo do circuito estão disponíveis no Escritório de Turismo da Cidade de Luxemburgo.

Disponibilidade:
De 14/Julho a 14/Setembro: todos os dias, excepto às segundas, ás 14h30.
Bilhete: 5 € por participante (2 horas)


Circuito Wenzel – “1000 anos em 100 minutos”
Um circuito pelo tempo e espaço que liga a cidade alta à cidade baixa, ou seja : Rochedo do “Bock”, Cidade Velha , Recinto de Wenceslas, vale do Alzette com suas fortificações extraordinárias. Esse circuito foi classificado itinerário cultural exemplar pelo Conselho da Europa.
Os bilhetes bem como um descritivo estão disponíveis no Escritório de Turismo da Cidade do Luxemburgo.

Disponibilidade:
Todos os sábados a partir da Páscoa até 31/Outubro às 15h00.
Bilhetes: 8 € - adulto, 4 € - criança (2 horas)




ONDE COMER
*********************************************************************************************
A gastronomia de Luxemburgo combina elementos da cozinha alemã com o refinamento da cozinha franco-belga. Curiosamente comer em Luxemburgo não é muito caro, poderá encontrar lugares no casco antigo, estilo self-service, onde pode comer a bom preço.
A Praça D'Armes é uma boa opção com inúmeras esplanadas. No Grund encontra lugares fantásticos onde pode comer com um pátios/jardins interiores lindissimos!



AS REGIÕES DO GRÃO-DUCADO
*********************************************************************************************

O Grão- Ducado de Luxemburgo, em detrimento de sua superfície reduzida, oferece uma diversidade inigualável de paisagens: florestas verdejantes nas Ardenas, rochas esculpidas no Müllerthal, terras férteis no Centro, vinícolas ao longo do Moselle e a paisagem selvagem das Terras Vermelhas.

O CENTRO
O Centro do Grão-Ducado e os arredores da capital se caracterizam por paisagens verdejantes e florestas. Numerosas são as fazendas e as pequenas cidades em meio às campinas ou nos vales, contendo às vezes antigos castelos.

VIANDEN
Vianden deveria ter "Era uma vez …" como lema da cidade. Quando entrar no Castelo Vianden, terá certeza que estar a entrar num conto de fadas. Construído entre os Séc. XI e XIV, o castelo foi uma das maiores e mais elegantes residências feudais. Depois, pode ainda visitar a Casa de Victor Hugo, onde o autor viveu durante algum tempo em seu exílio da França. O teleférico leva-o a 427 metros de altura e oferece óptimas vistas.
No entanto, para visitar este castelo em Vianden, deve apanhar um comboio para a cidade de Ettelbruck e de lá deve apanhar um BUS para Vianden.


AS ARDENAS
Esta região coberta por vastas florestas de coníferas se estende da Bélgica até a França e cobre uma grande parte do noroeste do Luxemburgo. Os caminhantes, os ciclistas e, no inverno, os esquiadores de fundo encontrarão certamente sua felicidade, e depois dos esforços do dia, numerosos e charmosos hotéis e albergues os acolhem.

Desta forma, o passeio pela floresta da Ardennes é quase uma obrigação para qualquer um que se interessa em história, política e conflitos, visto que é o lugar onde as mais sangrentas e mortais das batalhas ocorreram durante as guerras mundiais. Porém os Ardennes é também o lugar de uma beleza incomparável, com uma vegetação muito verde, belos vales e o rio Meuse que traz ao visitantes o contacto com uma incensadora natureza. A região actualmente cobre três nações: Bélgica, França e é claro Luxemburgo. E dentro das fronteiras de Luxemburgo, as cidades de Clervaux e Diekirch são pequenas jóias com castelos e lugares históricos. Você poderá gastar metade de um dia em Clervaux visitando o Castelo Clervaux construído no Séc. XII. Em Diekirch, há também diversos lugares históricos, um destes lugares é o Castelo Wirtgen, que servia de base no rio Sauer, mas que hoje funciona como uma escola de música. Na cidade de Wiltz, encontrará o Museu Nacional da Batalha de Bulge (Museu da Guerra) com recordações do horror da guerra, e de sua resolução. E apesar da história sangrenta, a floresta de Ardennes ultimamente oferece ao visitante um lugar de tranquilidade e relaxamento em um cenário idílico onde os visitantes esquecerão o passado.


MÜLLERTHAL, a Pequena Suiça
Esta região “selvagem” é justamente chamada de a”Pequena Suíça Luxemburguesa” e é lugar imperdivel na sua aventura em Luxemburgo.
Graças às formações rochosas de arenito, a área é repleta de riachos, cavernas, cachoeiras e densas florestas. Caminhe ou pedale em trilhas, escale rochedos de arenito ou nade em lagos e rios de águas claras. Qualquer que seja o seu prazer ao ar livre, Müllerthal oferece uma natureza surpreendente.


O MOSELLE
Numa extensão de 42 kilômetros, o rio Moselle faz a fronteira germano-luxemburguesa. Partindo de Schengen ao sul em direcção a Wasserbillig ao norte, suas margens oeste são cobertas de vinhedos próximos aos quais se situam os pitorescos vilarejos dos agricultores. Ninguém pode resistir aos finos produtos desses vinhedos.

O rio Mosel (Musel em Luxemburguês) faz fronteira com três países e alguns das mais varias e fantásticas vinhos são fabricados nesta área. A França tem Alsace-Lorraine, a Alemanha tem a região de Die Mosel e Luxemburgo tem o distrito de Grevenmacher firmemente enraizado na tradição da enológica. A maioria dos vinhos desta área são fabricados para a exportação, assim mesmo é possível encontrar um deles na região de Benelux. O visitante pode começar seu passeio pela cidade de Grevenmacher, onde poderá visitar as adegas de Bernard-Massard para tomar um vinho seco, algo um tanto mais sublime do que produz a região vizinha da Alemanha. Os vinhos nesta região são chamados Moselle- Luxembourgeoise e o rótulo primário ou "denominação controlada" é Cremant ou vinho espumante, mesmo assim ainda pode encontrar o tradicional Riesling, o Gewürtztraminer e outros vinhos doces que são omnipresentes nesta região. Há muitos passeios de grupos e adegas que também permitirão que os visitantes entrem e experimentem alguns dos melhores vinhos de todo o mundo.


AS TERRAS VERMELHAS
É o sul do país que outrora contribuiu à prosperidade da nação. Mas hoje as minas abandonadas foram reconquistadas pela natureza. Aonde funcionaram altos fornos, florescem hoje orquídeas raras. Nas antigas fábricas de aço encontram-se actualmente museus, galerias e teatros. A prosperidade industrial foi substituída por uma vasta diversidade cultural. As colinas e as florestas desta região revelam sítios arqueológicos romanos e mesmo mais antigos.




EVENTOS E FESTIVAIS
*********************************************************************************************
Dia Nacional de Luxemburgo
(de 22 a 23 de Junho de 2012) 
Começando no dia 22 com uma espetacular queima de fogos, a Cidade de Luxemburgo comemora o seu orgulho com este festival de um dia inteiro, incluindo comida tradicional e música, muita dança e diversão.
As festividades ocorrem em toda a cidade de Luxemburgo e estão a uma curta distância da estação central.

Primavera Musical – Festival de Luxemburgo
(de Março a Maio)
O festival “Primavera Musical” oferece uma grande amostra de concertos da música clássica ao jazz.

Blues´n Jazzrallye
(Julho)
Maratona de jazz e blues nas cidades baixas de Grund e Clausen.

Festival de Salsa
(de 6 a 8 de Julho de 2012)
Tudo o que precisa para apreciar a salsa na capital: performances, música, aulas de dança e muito mais. Há até planos para uma festa na piscina.
O Festival de Salsa acontece no Alvisse Parc Hotel.

Rock um Knuedler
(8/Julho de 2012) 
Este festival de música de 1 dia é gratuito e normalmente tem alguns artistas internacionais na programação. O festival é realizado no centro da cidade, na Praça Guilheme II.

Streeta(rt)animação
(Agosto)
Festival de rua.

Schueberfouer
(de 23/Agosto a 11/Setembro de 2012)
Um dos festivais mais antigos e populares da cidade de Luxemburgo, quase 2 milhões de visitantes descem para Luxemburgo para essa "feira de diversões". Com um parque de diversões, comida, bebida, música, jogos e muito mais.

Live at Vauban
(de 16/Novembro a 18/Novembro de 2012)
Nos últimos 16 anos, a Cidade de Luxemburgo homenageia a música e a criatividade com este festival de música de 8 semanas. Festival de rock, pop, jazz e blues.

Inverno de Luzes
Festival de inverno incluindo diferentes festividades de São Nicolau e Natal, concertos
gratuitos, mercados e outras animações de Dezembro a Fevereiro.




TRANSPORTE
*********************************************************************************************
Aqui ficam algumas opções para se deslocar em Luxemburgo:

Uso de Transportes Públicos (comboio e BUS). Para informação de linhas e horários, consulte Public Transport.


Petrusse Express
Funciona diariamente de 30/03/2012 a 31/10/2012, das 10h00 às 18h00, a cada 30 minutos.
Local de saída e venda de bilhetes: Praça da Constituição (também Pode adquirir os bilhetes online)
Bilhetes: adulto 9€ / Criança 4-15 anos  5€ / Família 27€
Fique a conhecer o Mapa de Rota :)


Hop On - Hop Off Bus Luxembourg (City Sightseeing Luxembourg)
É uma outra forma de descobrir Luxemburgo com bilhetes válidos durante 24h.
Funciona diariamente a partir de 30/03/2012 a 15/06/2012, e parte da Praça da Constituição a cada 20minutos.
Bilhetes: Adultos 14€ / Crianças (5-15 anos) 7€ / Crianças até 5 anos: gratuito / Famílias (2 adultos + 3 crianças) 30€
Pode adquirir os bilhetes online!
Aqui fica o Mapa das Rotas :)





DICAS
*********************************************************************************************

Este espaço será seu! Se já esteve em Luxemburgo, deixe um comentários com algumas dicas ou sugestões. As mesmas serão publicadas aqui :)






BON VOYAGE!!




5 comentários:

Allysson Falcon disse...

Excelente seu post sobre Luxemburgo. Vamos visitar o pequeno país em breve e suas dicas foram excelentes.

Obrigado por compartilhar suas experiências e impressões conosco.

Allysson Oliveira
Brasil

Mariana Menezes disse...

Um dos melhores posts sobre Luxemburgo!
Estou a caminho e anotei as dicas, parabéns !

Viagens para Forretas disse...

Obrigado pelas v/ palavras Allysson e Mariana! Espero que aproveitem a cidade :)
Nos vivemos la cerca de dois anos e meio e foi uma experiência bastante interessante!

Adiciono uma dica extra: no Grund tem um restaurante chamado Bosso. Tem um pátio interior fantástico, a comida e' deliciosa e o preço ainda melhor!


Aproveitem muito!!!

Jose Fotoshop disse...

Obrigado. Foi muito útil.
Vamos em viagem organizada estando previsto percorrer todo o luxemburgo durante 3 dias. Como temos ainda mais 2 dias pensamos ir a Aron (Bélgica) ou Trier (Alemanha) o que acha? Gostariamos de visitar algumas galerias de arte. Sugere alguma coisa?
Obrigado

Viagens para Forretas disse...

Olá caro José,

Trier é uma cidade super querida (mas também pequena) muito próxima da fronteira entre o Luxemburgo e a Alemanha. Pode sempre lá ir para passear e almoçar :)

Quanto a Arlon (Bélgica), garanto que não vale de todo a visita.

Tem algumas galerias de arte no centro da cidade de Luxemburgo.. assim como tem em Metz (Franca) :) Pode usar um dos dias extra para ir a Metz por exemplo.

Espero que tenha ajudado!

Enviar um comentário